Vice-presidente de Relações Institucionais da Abrac participa de painel no ENOAC

Nesta quarta-feira (09.06), a vice-presidente de Relações Institucionais da Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac), realizou apresentação sobre a importância do relacionamento de associação de Organismos de Avaliação da Conformidade (OAC) com a acreditação, durante o Encontro de Organismos de Avaliação da Conformidade (ENOAC).

090620211528

Ao começar a sua explanação, Alessandra fez uma breve apresentação sobre a entidade. “Fundada em 2009 (como ABROC), atua ativamente em defesa dos interesses dos Organismos de Inspeção, Certificação de Produtos, Sistemas, Pessoas e laboratórios do Brasil de forma imparcial e independente”, iniciou.

Sobre o Comitê de Ética, a vice-presidente destacou o objetivo principal: assegurar que as questões éticas e de conduta que forem encaminhadas à Abrac sejam processadas de forma imparcial, independente, crível, transparente e tecnicamente embasada.

Ao falar sobre o relacionamento de associação de OAC com a acreditação, Alessandra destacou a agenda positiva que a Abrac possui com o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). “É através de agendas positivas com o Inmetro que a Abrac trata de temas correntes e atuais para os associados, como o acompanhamento da proposta do modelo regulatório da Autarquia. É importante destacar a oportunidade de acesso e participação que foi dada à Abrac nesse processo”, acrescentou.

Segundo a vice-presidente, a construção das análises de risco acerca das portarias dos produtos compulsórios, envolveram a participação das comissões técnicas da entidade e um trabalho coordenado por membros do Grupo de Trabalho de Produtos. “Em março deste ano, a Abrac reuniu um grupo com o Conselho de Administração e Conselho Fiscal, com a participação de assessores da superintendência para analisar e organizar as contribuições para a consulta pública nº 8 de 2021.  Criamos três grupos de 15 pessoas, e ao todo foram mais de 50 reuniões para tratar deste tema”, comentou.

Sobre as contribuições que a Abrac fez, a vice-presidente abordou as discussões sobre os perigos e os danos dos produtos piratas para a sociedade, desenvolvimento para a acreditação de inspeção de obras e projetos de infraestrutura, além de um importante trabalho dos laboratórios com os equipamentos eletromédicos na pandemia.

Alessandra também falou sobre o investimento da entidade em um projeto de comunicação em agosto de 2020, com o intuito de produzir conteúdos para criar e fortalecer o relacionamento com os associados, outras entidades e divulgar para a sociedade a importância dos serviços de certificação, inspeção e dos laboratórios acreditados e alinhados com questões atuais,

“Foram mais de 30 entrevistas desde então, sendo que as duas últimas agora, nesta semana foram sobre o Dia Mundial da Acreditação, com o diretor do International Accreditation Forum (IAF), Marcus Long e a presidente da Cooperação Interamericana de Acreditação (IAAC) Liliane Somma. Além disso, hoje no Estadão foi publicado um artigo do vice-presidente de Sistemas e Pessoas da Abrac, Joaquim Ferreira, sobre o Dia Mundial da Acreditação”, acrescentou.

A vice-presidente finalizou a apresentação destacando ser um privilégio fazer parte de uma associação tão atuante e comprometida. “Essa pandemia revelou e imprimiu muitas coisas e uma delas foi sobre a nossa capacidade, diante da necessidade, de se reinventar. A Abrac não diminuiu seu ritmo ou sua intensidade, pelo contrário, nos aproximou em torno de propósitos, e é isso que traz significado a esse coletivo”, finalizou.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Abrac