Presidente e gerente da Intertek concedem entrevista à Abrac sobre novo Complexo Tecnológico em Santos (SP)

No dia 13 de outubro, foi inaugurado o Complexo Tecnológico da Intertek, em Santos, litoral do estado de São Paulo. O presidente Brasil da entidade, Helio Simões e a gerente de Linha de Negócios do País, Amanda Strumiello, concederam entrevista exclusiva à Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac) para comentar sobre a nova instalação, objetivos, entre outros tópicos.

A missão da Intertek é superar as expectativas dos seus clientes com serviços inovadores e personalizados de garantia, teste, inspeção e certificação para suas operações e cadeia de suprimentos. A entidade conta com mais de 46.000 funcionários em 1.000 locais em mais de 100 países.

Leia a entrevista na íntegra.

Abrac – No dia 13 de outubro, a Intertek inaugurou o Complexo Tecnológico em Santos. Quais são os objetivos dessa nova instalação?

Helio Simões – O objetivo é entregar uma qualidade mais assertiva para nossos clientes e para o mercado de uma forma geral e que possibilite a eles ter um melhor tempo de resposta da verificação da conformidade dos seus produtos, além de trazer contribuição segura de que o produto está indo para o mercado conforme as resoluções em vigor. 

Então, esse novo complexo abrange uma gama de testes específicos para as acreditações atuais que nós possuímos e também vislumbra a possibilidade de expansão das nossas atividades, buscando novas acreditações de acordo com as necessidades do mercado. 

Amanda Strumiello – Falando especificamente do laboratório elétrico, o complexo tem vários andares e vários escopos, atende várias áreas, não só especificamente a área elétrica. Mas a mudança principal de São Caetano (SP) para Santos é que vai trazer muito mais espaço.

O motivo principal da mudança é trazer uma capacidade maior de expansão. As instalações são novas, a equipe renovada e estamos trazendo mais gente. Então, um dos motivos dessa mudança é fazer com que o negócio aumente, que consiga crescer em novos escopos, ter espaço para isso, em novos negócios e estou falando especificamente da área elétrica. 

Abrac – Além do laboratório elétrico quais são os outros que a Intertek tem?

Helio Simões – Nesse mesmo complexo temos atividades voltadas para área de óleo e gás. Temos também nossa divisão agrícola e de alimentos que fica no segundo andar, voltado para a análise de açúcar, soja, farelo, milho, fertilizantes, óleos vegetais e alimentos de uma forma geral. No terceiro piso, temos ensaios mecânicos, que a gente utiliza para fazer testes em brinquedos, carrinhos de bebê, equipamentos específicos para verificar ensaios de porção, inflamabilidade, estrutura dos equipamentos de uma forma geral. No térreo temos uma área dedicada para nosso laboratório de elétrica para equipamentos de grande porte, então nós fazemos todos os ensaios que temos a acreditação hoje, para lâmpadas, equipamentos como fornos de micro-ondas, máquinas de lavar, secadoras, fornos de alta temperatura para padarias, enfim, uma gama muito diversificada de testes.

Ainda temos uma área de expansão que está sendo projetada para ser colocada no nosso laboratório de alimentos e meio ambiente no quinto piso. Porque no ano passado nós adquirimos uma companhia chamada JLA que tem laboratórios em Mirassol (SP) e Marília (SP) e eles já tinham atividades em Santos também, então nós estamos trazendo a sinergia para dentro da nossa companhia e futuramente teremos um laboratório dedicado para essa área, no quinto andar. 

Por isso que é um centro tecnológico, porque abrange as mais diversas atividades desse mercado tão grande que a gente possui aqui no país. Não tem todas as vias de negócios que nós temos no exterior. Ainda possui outras linhas nos Estados Unidos e Europa que não são atuantes aqui no Brasil, mas que certamente com o tempo e com o mercado, a ideia é trazer isso para cá e oferecer para o mercado também. 

Abrac – Com a nova instalação quais são as expectativas da Intertek para 2023?

Hélio Simões – Nossa expectativa é que o mercado se desenvolva melhor, a gente vive um momento de grandes mudanças. Esse é um ano que a gente tem que ter um pouco de cautela, até por conta da mudança de presidência da república, então a gente não sabe ao certo o que o mercado espera para o próximo ano, mas a gente continua acreditando fortemente no país. Por isso que nossa empresa investiu tão fortemente na estrutura desse parque tecnológico de Santos, porque ela acredita que o país não alcançou ainda o desenvolvimento que ainda pode alcançar.

Em termos de produção de produto e expansão de suas atividades, seja para parte de eletroeletrônicos, seja no campo agrícola, cada dia mais a gente vê expandindo as exportações do país, em todos os sentidos. Então a Intertek continua acreditando fortemente no Brasil, no seu desenvolvimento, no seu crescimento e apoia essas iniciativas. 

Amanda Strumiello – Referente ao segmento elétrico, hoje nós estamos capacitados e acreditados para todo grupo de produtos da portaria de eletrodomésticos e similares, de pequeno a grande porte e também a parte de iluminação, tanto de lâmpada LED, quanto de luminária, viária pública e para 2023 a gente pretende expandir os nossos ensaios dentro dessas áreas.

Para conseguir ter uma fatia ainda maior do mercado, a gente pretende ampliar ainda mais, dentro desses escopos de segurança elétrica e iluminação, ou na parte de eletrodomésticos que envolve outros escopos, não só da portaria de eletrodomésticos especificamente, mas de outras que avaliam desempenho que também é uma previsão que temos.

Então nossa capacidade não é só para atender o mercado nacional, mas a gente também pode atender o mercado para exportação. É importante ter isso. Não estamos limitados em ensaios para regulamentação Inmetro, mas também temos capacidade técnica e estrutura para ensaios de produtos para exportação de normas internacionais. 

Fonte: Assessoria de imprensa da Abrac