“Os laboratórios funcionam como peças fundamentais para a credibilidade da avaliação da conformidade”

Em entrevista à Abrac, Telma Rover, chefe da Divisão de Acreditação de Laboratórios (Dicla) do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), comentou sobre o departamento.

280620211425

Com exclusividade, a Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac) entrevistou a chefe da Divisão de Acreditação de Laboratórios (Dicla) do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Telma Rover, sobre o departamento.

Telma Rover é farmacêutica e atuou 13 anos na área de controle de qualidade de medicamentos fitoterápicos. Possui mestrado em saúde, medicina laboratorial e tecnologia forense, e atua há nove anos como servidora do Inmetro.

“Todos os órgãos como a Abrac são relevantes porque funcionam como canais de comunicação com organismos e avaliação da conformidade, provendo informação para melhoria contínua do processo de acreditação”, comentou a chefe da Dicla.

Leia a entrevista na íntegra.

Abrac – Como funciona a Divisão de Acreditação de Laboratórios?

Telma Rover – A Dicla processa as acreditações de laboratórios de ensaios, de calibrações e de análises clínicas, assim como de provedores de ensaios de proficiência e de produtores de materiais de referência. Além disso, a Dicla operacionaliza todo o trabalho do Inmetro como autoridade brasileira de monitoramento das instalações de teste segundo os princípios das Boas Práticas de Laboratório estabelecidos pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Abrac – Quais são os principais objetivos da Divisão?

Telma Rover – Prover organismos de avaliação da conformidade que entreguem serviços à sociedade com confiança e com a competência técnica atestada por um organismo de acreditação signatário dos acordos regional e internacional de acreditação. Além disso, prover à sociedade e às autoridades reguladoras instalações de teste reconhecidas por uma autoridade de monitoramento referendada pelo Acordo de Aceitação Mútua de Dados da OCDE.

Abrac – Como o novo modelo regulatório do Inmetro nesta Divisão?

Telma Rover – A Dicla está alinhada com a Diretoria de Avaliação da Conformidade (Dconf) e com a Diretoria de Metrologia Legal (Dimel) para que os organismos de Avaliação da Conformidade (OAC) consigam estar adequados ao novo modelo regulatório. A Coordenação-Geral de Acreditação (Cgcre) estabelecerá mecanismos de comunicação para que as atualizações dos escopos de acreditação sejam processadas de forma a prover informação atualizada aos clientes dos OAC, assim como autoridades reguladoras. Entretanto, cabe enfatizar que todo o processo deve cumprir com a imparcialidade e com a garantia da confiança de todo o processo segundo normas internacionais seguidas pela Cgcre. Cabe ainda salientar que a Dicla vem atuando ao longo dos anos para prover processos com ampla visibilidade aos seus clientes via sistema Orquestra, assim como reduzindo tempo para os diferentes tipos processos gerenciados.

Abrac – Qual a importância dos laboratórios para a avaliação da conformidade?

Telma Rover – São responsáveis por inúmeras atividades de avaliação da conformidade como, por exemplo, ensaios e calibrações para os mais diferentes setores da economia. Portanto, os laboratórios funcionam como peças fundamentais para a credibilidade de todo o processo de avaliação da conformidade.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Abrac