Organismos de Certificação associados à Abrac possuem soluções para o combate à Covid-19

O mundo está passando pelo terceiro ano de pandemia, causada pelo Coronavírus, e muitos processos e trabalhos precisaram ser repensados para se adequar ao novo normal. Foram necessárias novas medidas sanitárias e de segurança para a retomada dos trabalhos, estudos e entretenimento.

A Apcer, Bureau Veritas, Fundação Vanzolini e a SAS Certificadora são os Organismos de Certificação associados à Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac) que dispõem de soluções para o combate à Covid-19.

Em suma, esses organismos disponibilizam certificações voluntárias para que as empresas sejam avaliadas e comprovem que estão seguindo todas as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização Internacional do Trabalho (OIT) e Ministério da Saúde, bem como a legislação específica definida por cada estado e município.

“No início da pandemia, em 2020, autoridades sanitárias e órgãos governamentais competentes criaram regras de readequação específicas para cada setor, que devem ser seguidas à risca. Implantar essas mudanças de forma eficaz e correta pode ser um grande desafio para o negócio e por isso temos a certificação, para cumprir todas as normas e exigências”, comentou a diretora-executiva, Alessandra Costa.

Segundo a diretora executiva do Bureau Veritas, Andressa Lisboa, o engajamento de empresas em busca destas certificações é muito importante. “Traz maior segurança às pessoas que trabalham, estudam, se divertem e compram em seus pontos de venda, já que seu comprometimento com a segurança foi avaliado com imparcialidade e confiabilidade por nossa empresa”, explicou.

Para a coordenadora Executiva de Certificações na área da Saúde da Fundação Vanzolini, Flávia Corrêa Ferreira, os mecanismos de avaliação da conformidade, segmento que contempla a certificação, contribuem com a sistematização dos processos de higiene e limpeza dos locais de grande circulação e também àqueles processos voltados para proteção individual, com vistas a dar maior segurança aos usuários, clientes e colaboradores que acessam esses espaços.

“O reconhecimento, ao frequentar um local certificado, traz ao público a tranquilidade de que o local aplica uma gestão sanitária eficiente e responsável por meio de boas práticas e medidas preventivas”, comentou Flávia.

De acordo com a diretora técnica da SAS Certificadora, Adriana Silva de Assis Oliveira, a avaliação da conformidade, além de propiciar confiança, assegurando que produtos, processos, sistemas ou serviços não oferecem risco a saúde, segurança ou do meio ambiente, é um instrumento estratégico para o desenvolvimento, determinando o atendimento aos requisitos técnicos especificados.

“No caso do combate à Covid-19, com os novos desafios trazidos ao cotidiano das empresas pela pandemia, a preocupação com as condições sanitárias dos locais de trabalho e das interações entre a empresa, seus clientes e fornecedores passou a ser prioridade na luta pela manutenção da qualidade de vida de todos os atores que interagem nesta relação e da perenidade das organizações, tendo como reflexo grande contribuição à manutenção da saúde pública”, explicou Adriana.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Abrac