logo-abrac-210x50

ISO 9001: aliada na implementação de práticas ESG

Diferentemente da ISO 14001 – Sistema de Gestão Ambiental –, a ISO 9001 se destaca pela gestão de qualidade, que abrange processos, produtos e regulamentações. No entanto, a ISO 9001 também desempenha um papel importante na implementação das práticas ESG (Ambiental, Social e Governança) ao aplicar a abordagem de processos.

Em conjunto com recomendações, normas ISO e certificações de sustentabilidade, a ISO 9001 pode impulsionar organizações em diversos aspectos do ESG, incluindo a redução do consumo de recursos, prevenção de acidentes, valorização da diversidade e a ética nas relações comerciais.

“Sua última edição também reforça a gestão de riscos, alinhando com a lógica de sustentabilidade uma visão de longo prazo. O objetivo é proteger organizações e seus stakeholders. A próxima revisão, ainda não concluída e cujo lançamento não ocorrerá antes de 2025, possui uma tendência significativa de ampliar os requisitos da norma, justamente para o desenvolvimento sustentável”, explica o vice-presidente de ESG da Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac), Alexandre Xavier.

No contexto ambiental, a abordagem de processos auxilia na identificação e controle de aspectos ambientais, podendo ser integrada com a ISO 14001. Socialmente, contribui para condições de trabalho, saúde ocupacional e diversidade, podendo ser combinada com normas como a ISO 45001 e a ISO 26000. Na governança, favorece uma estrutura transparente, ética e responsável, podendo ser complementada por normas como a ISO 37000 e a ISO 37301.

A certificação com a ISO 9001 também resulta no aumento da satisfação do cliente e na elevação da competitividade e lucratividade da empresa, sendo a certificação muitas vezes um requisito para compras em setores maduros. A norma é aplicável independentemente do porte, podendo ser implementada para obter reconhecimento no mercado e na sociedade.

Para implementar a norma, é necessário realizar um diagnóstico, envolver colaboradores, implementar requisitos, realizar auditoria interna, contratar um organismo de certificação acreditado, divulgar a conquista e garantir a estrutura para a manutenção do Sistema de Gestão da Qualidade. “Manter o SGQ é, muitas vezes, um desafio maior do que implementar a ISO 9001”, conclui Xavier.

Fonte: Assessoria de imprensa da Abrac.

 

plugins premium WordPress