logo-abrac-210x50

Especialista apresenta um panorama sobre o 5G no Brasil e aborda ensaios de produtos com essa tecnologia

O diretor de Ensaios e Certificação do CPQD, Luiz Rômulo Guidugli Filho, fala com exclusividade à Abrac

Com menos de dois anos de existência no Brasil, 140 milhões de brasileiros já foram beneficiados com o 5G. A tecnologia proporciona maior velocidade para navegação na internet por aparelhos móveis e também estabilidade de rede.

Para discutir mais sobre o 5G e os ensaios para aparelhos com suporte a essa tecnologia, a Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac) conversou com Luiz Rômulo Guidugli Filho, diretor de Ensaios e Certificação do CPQD.

Leia na íntegra:

Abrac – Recentemente o Ministério das Comunicações (MCom) apresentou seu balanço de ações e informações em relação ao ano de 2023 e revelou que o 5G já chegou em mais de 140 milhões de brasileiros. Como tem sido para o CPQD atuar nos ensaios do escopo do 5G?

Luiz Guidugli – A atuação do CPQD na área de ensaios e certificação de produtos para telecomunicações, incluindo a realização de ensaios em produtos com tecnologia 5G, está em conformidade com seu propósito e sua missão de contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade por meio de inovações e soluções em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). A realização dos ensaios laboratoriais é uma etapa essencial para garantir o atendimento aos requisitos regulamentares estabelecidos pela Anatel e, consequentemente, o bem-estar e a segurança dos usuários ao adquirirem produtos homologados no mercado.

Abrac – Atualmente, quais ensaios o CPQD realiza voltado ao 5G e em quais aparelhos?

Luiz Guidugli – O nosso escopo abrange todos os ensaios funcionais, de segurança, SAR (Taxa de Absorção Específica) e compatibilidade eletromagnética (EMC) exigidos pela Anatel e aplicáveis aos dispositivos que possuem tecnologia 5G, como telefones celulares, tablets, estações rádio-base, repetidores de sinais, entre outros.

Abrac – Quais são as expectativas do laboratório para 2024 com os ensaios no escopo do 5G?

Luiz Guidugli – Em 2023, investimos de maneira expressiva em recursos (incluindo automações), infraestrutura e equipamentos de teste e medição. A expectativa para este ano é de concluir a ampliação dos nossos ambientes laboratoriais de modo a expandir nossa capacidade produtiva para atender à crescente demanda de mercado para a realização de ensaios e certificação de produtos com tecnologia 5G.

Abrac – Como avaliam a importância de fazerem parte da inovação que o 5G está trazendo?

Luiz Guidugli – A forte atuação do CPQD na área de conectividade, em especial nas tecnologias de comunicações móveis, como 5G e Open RAN, consolida seu protagonismo e as suas competências no cenário nacional e internacional, bem como contribui para ampliar o seu portfólio de soluções em TICs para diferentes verticais e segmentos de mercados que demandam por tráfego de dados cada vez mais rápido, confiável e adaptado às necessidades de cada negócio. Desta forma, o CPQD colabora para manter o Brasil na vanguarda tecnológica, gera valor e novas oportunidades de negócio para seus clientes e parceiros, além de auxiliar o desenvolvimento e progresso da sociedade.

Abrac – Há quanto tempo são associados à Abrac e qual a importância de fazer parte da Associação?

Luiz Guidugli – O CPQD é associado à Abrac há mais de 10 anos. Ao longo dos anos, a Associação tem exercido um papel fundamental em fomentar a importância da avaliação da conformidade de produtos no país, assegurando a sua credibilidade diante das instituições e da sociedade através de uma representação ativa na definição de políticas e regulamentos aplicados ao setor.

Fonte: Assessoria de imprensa da Abrac.

plugins premium WordPress