Brasil sobe três posições em ranking de inovação e ocupa a 54ª posição no mundo

Norma Internacional ISO 56002 traz diretrizes para implementar Sistema de Gestão de inovação e auxilia no registro de patentes

Estudo realizado pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual, agência especializada das Nações Unidas focada no desenvolvimento e integração dos países ao sistema, revelou que o Brasil está na 54ª posição da edição 2022 do Índice Global de Inovação. Em 2021, o país ocupava a posição 57. 

É notório o quão importante a inovação é, não só para o desenvolvimento de novos produtos, projetos ou serviços, mas também para a criação de modelos de negócios, melhoria nos processos e consequentemente para o cotidiano das pessoas. A Inovação deve estar no topo da agenda dos executivos da organização, e um elemento da Gestão de Riscos, para a continuidade dos negócios. 

Para as empresas que possuem interesse em inovar dentro do seu negócio, a ISO 56002 pode ser uma importante ferramenta, pois traz diretrizes para implementar o Sistema de Gestão de Inovação. A norma é composta por oito pilares: direção estratégica, abordagem por processos, realização de valor, liderança com foco no futuro, cultura colaborativa, adaptabilidade e resiliência, gestão de incertezas e gestão de compreensão.

Entre os benefícios de ter a certificação ISO 56002, destacam-se o aumento do crescimento da receita, rentabilidade e competitividade a partir da redução de custos e desperdícios, o aumento da produtividade e da eficiência de recursos, além de maior sustentabilidade, satisfação de usuários, clientes, cidadãos e outros interessados.

“É importante destacar que a inovação pode ser de um produto, serviço, processo, método, projeto ou até de uma combinação entre eles. A certificação ISO 56002 pode ser obtida por qualquer organização e aquelas que a adotam passam a ser auditadas a cada 12 meses. O tempo de implementação varia conforme a realidade, maturidade e dimensão de cada empresa”, explicou a vice-presidente de Sistemas e Pessoas da Abrac, Rosemary Vianna.

Processo de certificação

Para obter a certificação da norma, é necessário buscar um Organismo de Avaliação da Conformidade (OAC) no site das entidades acreditadoras. No Brasil, esta acreditação é feita pela Coordenação Geral de Acreditação (Cgcre) do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), entretanto alguns podem ser acreditados por órgãos internacionais, e podem ser consultadas no site do Fórum Internacional de Acreditação.

O OAC conduzirá uma avaliação formal, para verificar se todas as exigências foram cumpridas, confirmando a implementação dos procedimentos e controles e a sua eficácia, conforme os requisitos da norma. As organizações que demonstrarem conformidade com a norma, receberão um Certificado de Conformidade.

A certificação é uma forma da organização mostrar seu comprometimento com a inovação, num mundo que se transforma rapidamente, com novas demandas e recursos cada vez mais disputados.

Sobre a Abrac

Fundada em 2009, a Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac) reúne as empresas responsáveis pela avaliação da conformidade de produtos, sistemas e laboratórios de ensaio e calibração, acreditados pelo Inmetro e designados pela Anatel, que são oferecidos aos cidadãos, trabalhando em sua inspeção e certificação com o objetivo de informar e proteger o consumidor, em particular quanto à saúde, segurança e meio ambiente; propiciar a concorrência justa; estimular a melhoria contínua da qualidade; facilitar o comércio internacional; e fortalecer o mercado interno, atuando em conjunto com os órgãos reguladores das atividades em âmbito nacional.