Abrac realiza reunião de Telecomunicações com players do setor

A Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac) realizou no dia 5 de agosto reunião de integração com todos os responsáveis da área de Telecomunicações, que estão na entidade, e para debater temas relevantes do segmento.

Participaram do encontro o superintendente da entidade, Masao Ito; os vice-presidentes de Telecomunicações, Fabio Jacon, José Eduardo Bertuzzo e Leonardo Tozzi Pinheiro; os vice-presidentes de Laboratórios, Darlan Dallacosta e Israel Teixeira; o vice-presidente de Produtos, Alexandre Xavier; além de Sergio Figueiredo (SGS); Rafael Parada (Intertek); Claudio Francisco (TUV RH); Igor Moreno (TUV RH); Jose Martins (UL); Andre Carletti (NCC); Luiz Cobra (Multiteste); Julia Tavares (Dekra); Rômulo Filho (CPQD); Victor Vellano (CPQD); Matheus Pereira (SGS); Paulo Faria (Dekra); José Junior (UL); Leandro Otaviano (Eldorado); Camila Lemos (NCC); e Gabriel Nicolini (Labelo).

Segundo o vice-presidente, Fabio Jacon, a CT estava vinculada com o Grupo de Trabalho de Produtos, porém com a criação do GPT Telecom, seria essencial a vinculação da Comissão Técnica com a área que possui maior expertise no assunto.

O coordenador da CT, Claudio Francisco, informou que Comissão foi criada antes da vice-presidência de Telecomunicações. “Surgiu da necessidade de termos uma interface forte com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), pois tínhamos uma interação mais próxima com o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e o intuito era realmente melhorar com a Anatel”, declarou.

Jacon parabenizou o importante trabalho que vem sendo conduzido pela área de Telecomunicações da Abrac, e acrescentou que os objetivos que foram traçados pela CT são muito similares aos da vice-presidência.

“Na criação do GPT Telecom, o Luiz Cobra (Multiteste) foi eleito como coordenador, e foram convidados todos os associados da Abrac que possuíam escopo de telecomunicações, onde cada entidade associada apresentou um executivo para participar”, comentou o vice-presidente.

Francisco acrescentou que em seu entendimento, a atuação da CT tem o caráter técnico e a interface com as demais Comissões Técnicas da Associação, que trazem impactos na certificação. “A proposta é que a CT Telecom trate de assuntos técnicos, e a vice-presidência trate dos assuntos estratégicos”, declarou.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Abrac