Abrac prestigia posse do superintendente do IPEM-SP

Marcos Heleno Guerson de Oliveira Junior assumiu a superintendência do Instituto

Nesta segunda-feira (23.01), foi realizada a cerimônia de posse do superintendente do Instituto de Pesos e Medidas de São Paulo (IPEM-SP), Marcos Heleno Guerson de Oliveira Junior. Na oportunidade, a Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac) foi representada pelo superintendente, Masao Ito; os vice-presidentes de Produtos, Alexandre Xavier e Marco Roque; o vice-presidente de Telecomunicações, Leonardo Tozzi Pinheiro; o vice-presidente de Relações Institucionais, Claudio Torelli; o vice-presidente de Sistemas e Pessoas, Sergio Custodio e o assessor jurídico, Jeferson Nardi.

Ao iniciar seu discurso, o novo superintendente destacou que o IPEM é uma organização com muita história. “Muito do que o sistema de metrologia faz no país hoje nasceu aqui dentro”, comentou.

Na oportunidade, Guerson comentou sobre a infraestrutura da qualidade. “A qualidade só pode ser desenvolvida pela empresa que fabrica os seus produtos e dá andamento nos seus processos. São as empresas que colocam qualidade nos seus produtos, mas para fazer isso é necessário um suporte”.

Segundo ele, para o consumidor entender que aquele produto tem qualidade é necessário haver uma avaliação independente, ou seja, um processo de certificação. Como consequência, acontece um círculo virtuoso, que envolve mão de obra mais qualificada, capacitações, melhoria da escolaridade, aumento de salário e de padrão de consumo.

“O sistema de metrologia está presente na nossa vida desde quando a gente nasce até o momento que a gente morre. São papéis fundamentais que o IPEM tem para garantir um mercado que seja justo, ético e com cidadania”, acrescentou.

Na sequência, o secretário da Secretaria da Justiça e Cidadania, Fábio Prieto, fez um pronunciamento, onde destacou a importância de ter pessoas qualificadas e que entendam os processos, como o novo superintendente do IPEM-SP, Marcos Heleno Guerson de Oliveira Junior, que além de ser engenheiro, também é ex-presidente do Inmetro.

“Acho que é um ganho para São Paulo. Ele é técnico, entende dos processos e nós precisamos ter processos produtivos da melhor qualidade”, comentou Prieto.

Fonte: Assessoria de imprensa da Abrac