Abrac prestigia palestra do Inmetro na UDC em Foz do Iguaçu (PR)

Na oportunidade, o presidente do Inmetro, Marcos Heleno Guerson Júnior, palestrou sobre Desafios da Infraestrutura da Qualidade

 141030112021

O superintendente da Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac), Masao Ito e o vice-presidente de Produtos, Alexandre Xavier, prestigiaram, nesta segunda-feira (29.11), o presidente do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Marcos Heleno Guerson Júnior, em uma palestra sobre Desafios da Infraestrutura da Qualidade na União Dinâmica de Faculdades Cataratas (UDC), em Foz do Iguaçu (PR).

141130112021.png

Antes do início da apresentação, o vice-presidente de Produtos da Abrac, Xavier, o pró-reitor da UDC, Fábio Prado, e o presidente da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), Mário William Esper, foram convidados a compor a mesa, junto com o presidente do Inmetro, para fazer uma breve explanação.

“É um momento importante para UDC. Primeiro porque estamos voltando a usar o teatro com uma palestra, depois de muito tempo. O segundo ponto importantíssimo é a presença dos presidentes de associações que interferem diretamente nas nossas vidas, no dia a dia, em muitas coisas que as pessoas nem tem ideia. Quando você parar para observar qualquer produto ou serviço, tem a mão dessas instituições importantíssimas para o nossos País”, iniciou Prado.

141230112021.png

Na sequência, o presidente da ABNT falou sobre a importância do tema, destacando que a Associação, como Fórum Brasileiro de Normalização, e único representante da International Organization for Standardization (ISO) no Brasil, integra o sistema, que por meio de metodologia, boas práticas e normas técnicas, além da avaliação da conformidade e acreditação, proporcionam a melhoria da qualidade, segurança de produtos e processos. “Esse arcabouço resulta no aprimoramento da gestão de todos os setores produtivos, estimula a inovação e impacta na qualidade de vida da sociedade”, acrescentou Esper.

141330112021.png

Já o vice-presidente de Produtos da Abrac, Alexandre Xavier, destacou que a palestra do presidente do Inmetro é um marco para o País, com um aspecto importante e necessário para a sociedade nos tempos atuais.

“A discussão sobre a infraestrutura da Qualidade em um momento de enormes desafios para o Brasil e para o mundo, contém grandes macrotendências como: transformação digital, sustentabilidade, assuntos que estamos acompanhando na mídia e no nosso dia a dia. Seja no meio acadêmico, seja no mercado de trabalho, é algo fundamental na diferença do País”, declarou Xavier.

Segundo Xavier, o Inmetro tem uma proposta muito válida em relação a ser uma caixa de ferramentas de soluções para a sociedade. “Já a ABNT é responsável pela normalização técnica do nosso País e membro da ISO. Com um aspecto fundamental para a sociedade em relação às referências técnicas e para todo desenvolvimento e base para produtos, sistemas e serviços da nossa sociedade”, acrescentou.

Infraestrutura da Qualidade

 141430112021.png

Durante a sua apresentação, o presidente do Inmetro, Marcos Heleno Guerson Júnior, destacou pontos como soluções de Infraestrutura da Qualidade, Indústria 4.0, Laboratório de Inovação, entre outros temas. “O Sistema de Infraestrutura da Qualidade: o mundo todo enxerga isso. Enxerga isso como uma parte fundamental de estratégia de competitividade, de concorrência e de desenvolvimento econômico. É um sistema que tem uma lógica e começa na metrologia”, comentou Guerson.

De acordo com Guerson Júnior, a ciência moderna surgiu e ganhou impulsão com o desenvolvimento da metrologia e dos instrumentos de medida. “Sem essa base você não desenvolve um produto”, acrescentou.

Ao falar da Indústria 4.0, o presidente destacou que o tema é um grande desafio, pois a inovação é muito rápida e a propagação dentro da sociedade acontece em uma velocidade absurda. “Se pararmos para pensar o tempo que levou o microcomputador para chegar nas camadas mais populares da sociedade foram quase duas décadas. Mas esse computador que eu tenho no bolso (celular) em questão de anos estava propagado na sociedade”, explicou.

Sobre o Laboratório de Inovação do Inmetro, Guerson Júnior destacou que a autarquia tem que entender a inovação e suas formas, bem como dar suporte ao setor produtivo para desenvolver essa área. “Lançamos esse ano o InovaInmetro, que é o Laboratório de Inovação do Inmetro, em Xérem (RJ), para poder desenvolver soluções para esse mundo novo”, acrescentou.

Segundo o presidente do Inmetro, a grande visão de futuro do Instituro é ser reconhecido pelo setor produtivo como caixa de ferramentas. “O Inmetro não é um cartório, não é um carimbador, mas sim uma caixa de ferramentas”, declarou.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Abrac