“Abrac deverá protagonizar papel de articuladora das propostas e mudanças que serão elaboradas pela entidade”

Em entrevista, o vice-presidente de Produtos da Associação, Marcos Zevzikovas, destaca a importância da Associação Interamericana de Avaliação da Conformidade

foto rosto

Na última sexta-feira (20.11), a Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac), o Instituto Argentino de Normalização e Certificação (Iram), e a Associação Colombiana de Avaliação da Conformidade (Asocec) realizaram solenidade virtual de fundação da Associação Interamericana de Avaliação da Conformidade (AIEC).  Para falar sobre a importância da iniciativa, o vice-presidente de Produtos da entidade brasileira, Marcos Zevzikovas, concedeu entrevista exclusiva.

Zevzikovas, é presidente do comitê de partes interessadas (stakeholders) da Cooperação Interamericana de Acreditação (IAAC), e apoiou as três associações na criação da entidade. Ele é mestre em Engenharia Elétrica/Biomédica pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e possui MBA em Gestão de Negócios pela Universidade de São Paulo (USP).

Possui experiência de 35 anos no segmento, destes, 20 foram dedicados à função de pesquisador no IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, atuando principalmente nos laboratórios de ensaios de segurança e de testes de compatibilidade eletromagnética (EMC), de equipamentos eletromédicos. Os demais anos de sua carreira foram dedicados à gestão de Organismos Internacionais de certificação de produtos no Brasil.

Leia a entrevista completa:

Abrac – Como surgiu a ideia de criar a AIEC?

Marcos Zevzikovas – A ideia se iniciou há alguns anos, em uma viagem e encontro do superintendente da Abrac, Masao Ito, com as entidades da Colômbia e Argentina, porém, tomou força após nossas reuniões de stakeholders do IAAC, na Jamaica, em 2018; México, em 2019; e Republica Dominicana, em 2020, onde praticamente finalizamos o estatuto da nova entidade.

Abrac – Qual o papel da Abrac nessa nova entidade?

Marcos Zevzikovas – Não diferente dos outros dois membros, a Abrac deverá protagonizar um papel de articuladora das propostas e mudanças que serão elaboradas pela entidade junto a todas as partes interessadas nos esquemas de avaliação da conformidade da região das Américas, principalmente junto aos acreditadores.

Abrac – Qual a importância da Associação Interamericana de Avaliação da Conformidade?

Marcos Zevzikovas – Queremos unir os esforços e integrar as missões das três entidades (Abrac, Asocec e Iram) e das demais associações para colaborar com os organismos de acreditação, com os órgãos reguladores e, principalmente, com seus membros associados. Alcançar uma posição de interlocução e reconhecimento junto às entidades como IAAC, ILAC e IAF, com a finalidade de desenvolver mecanismos de melhoria e inovação dos atuais sistemas de avaliação da conformidade na região.

Abrac – Quais são os principais objetivos da AIEC?

Marcos Zevzikovas – Promover e assessorar a implementação, em conjunto com autoridades governamentais, organizações regionais e internacionais, a importância da avaliação da conformidade; defender e promover os seus membros associados nos países das Américas e zelar pela sua consolidação e respeito às instâncias e aos órgãos internacionais como IAF, IAAC,  ILAC; promover a união e a consolidação do setor de avaliação da conformidade nos níveis internacional e regional; disseminar conhecimentos técnicos sobre questões relacionadas com o mérito da certificação de bens, serviços e produtos; e participar ou apoiar as atividades das Organizações Internacionais para Avaliação da Conformidade relevantes, como IAAC, SIM, COPANT, QICA, IAF, ILAC e TIC Council.

Abrac – A Associação foi fundada por entidades da Argentina, Brasil e Colômbia. Quais são as expectativas da participação de outros países?

Marcos Zevzikovas – As expectativas em termos outros associados são altas e esperamos ter mais representatividade de outros membros das Américas Central e Norte, o que nos dará mais força e reconhecimento, não só na região, mas globalmente.

Abrac – Quais serão as principais ações da AIEC?

Marcos Zevzikovas – Com estratégias e ações conjuntas e harmonizadas, esperamos ter mais êxito nos pleitos e nas necessidades dos nossos associados que buscam mitigar diferenças de interpretação de regulamentos e de exigências de esquemas de acreditação e de suas avaliações em cada país. Para tanto, devemos pleitear nossa participação em todos os fóruns relacionados ao nosso segmento e associação nas entidades afins.

Abrac – Como vice-presidente de Produtos da Abrac, como avalia os benefícios que a AIEC trará?

Marcos Zevzikovas – Os benefícios se estendem não somente para membros que atuam na certificação de produtos, mas para aqueles que atuam no segmento de ensaios, como os laboratórios em geral, e também para os organismos de inspeção. A Abrac já é membro atuante de fóruns internacionais, como os já mencionados ILAC, IAAC e IAF, mas ser membro de uma entidade continental nos dará mais visibilidade e, principalmente, oportunidades de estarmos mais próximos de outros protagonistas de esquemas de avaliação e de suas decisões.

Clique aqui para ler matéria sobre a fundação da Associação Interamericana de Avaliação da Conformidade. 

Fonte: Assessoria de Imprensa