“A parceria entre a Abrac e o Inmetro tem sido fundamental para o fortalecimento do sistema de acreditação e avaliação da conformidade no Brasil”

Recém-eleita presidente da Comissão Interamericana de Acreditação (IAAC), Andrea Melo, chefe do Didac do Inmetro, fala sobre seus planos à frente do órgão internacional

Nessa sexta-feira (19.08), a chefe da Divisão de Desenvolvimento de Programas de Acreditação (Didac) do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Andrea Melo foi eleita presidente da Cooperação Interamericana de Acreditação (IAAC), durante a 30ª Reunião da Assembleia Geral da Cooperação Interamericana da entidade na cidade de Antigua, localizada no sul da Guatemala.

A nova presidente concedeu, com exclusividade, entrevista para a Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac) para falar sobre a eleição, objetivos na presidência, entre outros tópicos.

Andrea é doutora em Física pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e servidora do Inmetro desde 2002, atuando na área de acreditação. Ao longo de sua carreira, realizou diversas avaliações de organizações acreditadas pelo Instituto. Foi Chair do Comitê de Apoio ao Países em desenvolvimento no Fórum Internacional de Acreditação no período de 2015 a 2021 e vice-presidente da IAAC pelo período de 2018 a 2021. Participou de comitês de avaliação da conformidade da Organização Internacional de Normalização (ISO) e coordenou grupos de trabalho no Brasil sob a indicação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Também é professora do mestrado em Metrologia e Qualidade do Inmetro desde 2014, na disciplina de Acreditação.

“Gostaria de reforçar que a parceria entre a Abrac e o Inmetro tem sido fundamental para o fortalecimento do sistema de acreditação e avaliação da conformidade no Brasil e é um modelo que inspira outros membros na IAAC. Reforço que na presidência da Cooperação Interamericana de Acreditação ajudarei a promover iniciativas como esta, que tem atingido resultados expressivos”, comentou.

Leia a entrevista na íntegra.

Abrac – Quais são as suas metas e objetivos na presidência do IAAC?

Andrea Melo – A IAAC é uma cooperação das Américas, onde os organismos de acreditação e organizações interessadas em avaliação da conformidade podem compartilhar suas ideias e juntos propor soluções em Infraestrutura da Qualidade que beneficiarão a sociedade. Na presidência, irei atuar vigorosamente no fortalecimento da cooperação a nível regional e internacional. Irei apoiar seus membros para que juntos possamos ampliar os acordos internacionais em acreditação e a influência da região nas tomadas de decisão, junto aos fóruns internacionais de Acreditação. Temos projetos ambiciosos pela frente que estão refletidos no plano estratégico 2021-2026 que ajudei a construir e, sem descuidar dos aspectos da sustentabilidade financeira, pretendo levar adiante todos os objetivos e metas que traçamos em comum acordo dentro do bloco regional.

Abrac – Quais as suas expectativas para esses quatro anos de presidência?

Andrea Melo – Terei pela frente dois anos e a possibilidade de reeleição por igual período. Tenho como foco esses dois anos que espero avançar nos temas alinhados às necessidades atuais. A sustentabilidade tornou-se um tema central em muitos países e, mais recentemente, vemos as temáticas da inclusão e da digitalização ganhando espaço nas agendas das organizações privadas e públicas. Essas questões são amplas e complexas para as quais a Acreditação irá ajudar a fornecer a confiança que os usuários esperam e merecem. Para atingir esse objetivo atuarei para que possamos ouvir as necessidades dos reguladores e do mercado, sem nunca esquecer o valor das nossas atividades.

Abrac – A senhora é a sexta presidente mulher do IAAC e a primeira brasileira a chegar à presidência. Como avalia a atuação das mulheres nesse segmento?

Andrea Melo – A Infraestrutura da Qualidade conta com a colaboração de excelentes mulheres que, além de conquistarem seu espaço têm contribuído grandemente para o crescimento e o fortalecimento desse sistema. Atualmente a Cooperação Internacional de Acreditação de Laboratórios (ILAC) tem na presidência e na vice-presidência a israelense Etty Feller e a mexicana Maribel López. A atual diretora de Avaliação de Conformidade e questões de consumidores do ISO CASCO é a Cristina Draghici, que antes trabalhava no organismo de acreditação canadense. A atual vice-presidente do Fórum Internacional de Acreditação (IAF), Lori Gillepsie, atua em um dos principais organismos de acreditação dos Estados Unidos. Temos outros exemplos de mulheres na liderança de instituições da Infraestrutura da Qualidade, na África, na região Árabe, na Europa e na Ásia-Pacífico. Essas mulheres têm demonstrado que sua força e liderança estão ajudando a construir um sistema para o bem comum.

Abrac – O primeiro presidente do IAAC foi o brasileiro Reinaldo Figueiredo, entre 1996 e 2000. Qual a importância da presença do Brasil para o desenvolvimento do IAAC?

Andrea Melo – O primeiro presidente Reinaldo atuava no Inmetro quando foi nomeado. O Brasil foi um dos fundadores da Cooperação e, desde a sua criação tem apoiado a IAAC, inicialmente com a participação ativa do Inmetro e já há alguns anos com a entrada da Abrac como membro, a Cooperação foi agraciada com o apoio das partes interessadas. Ao longo dos anos, profissionais do Inmetro atuam e já atuaram em diversas posições na IAAC, participando de grupos de trabalho, realizando avaliações de outros organismos de acreditação e coordenando Comitês. O Inmetro, junto com a Abrac, exerce posição de liderança na Cooperação, o que aumenta nossa responsabilidade, perante os demais membros.

Abrac – Atualmente, a senhora é chefe da Divisão de Desenvolvimento de Programas de Acreditação no Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Quais experiências do Inmetro irá levar para o IAAC?

Andrea Melo – O Inmetro é um Instituto vibrante. Minha atual atividade é lidar com o novo, ou seja, tudo aquilo que está no campo das ideias e que pode ser lapidado para entrar nesse sistema passa pela nossa divisão. Esse é um processo que envolve muita escuta e troca de ideias e informações. À frente da Didac tenho a oportunidade de atuar na primeira linha que irá buscar entender e atender às expectativas dos demandantes quando procuram o serviço de acreditação. Levarei para a IAAC a lição de que antes de tudo é preciso ouvir.

Abrac – Como avalia a importância do IAAC para o desenvolvimento da Acreditação e Avaliação da Conformidade nas Américas?   

Andrea Melo – Um dos pilares da IAAC é manter, melhorar e expandir os acordos de reconhecimento internacionais em acreditação para seus membros. Por meio da IAAC os membros são avaliados por seus pares, recebem capacitações regionais e internacionais, participam de projetos de cooperação que os ajudam a estruturar seus sistemas e têm a oportunidade de participar das decisões dos fóruns internacionais de acreditação, entre outras iniciativas. Na IAAC o importante é o espírito de partilha e, neste sentido, todos os membros são chamados a colaborar com suas visões e conhecimento técnico para a promoção da Infraestrutura da Qualidade nas Américas.

Abrac – Gostaria de acrescentar mais alguma informação?

Andrea Melo – Sim. Gostaria de reforçar que a parceria entre a Abrac e o Inmetro tem sido fundamental para o fortalecimento do sistema de acreditação e avaliação da conformidade no Brasil e é um modelo que inspira outros membros na IAAC. Reforço que na presidência da IAAC ajudarei a promover iniciativas como esta, que tem atingido resultados expressivos.

Fonte: Assessoria de imprensa da Abrac